Home / Artigos / Fibromialgia (Dor e Fadiga)

Fibromialgia (Dor e Fadiga)

A FIBROMIALGIA É DEFINIDA NÃO COMO UMA DOENÇA, MAS UMA SÍNDROME PELO FATO DE EXISTIR UM CONJUNTO DE SINTOMAS.
A FIBROMIALGIA É DEFINIDA NÃO COMO UMA DOENÇA, MAS UMA SÍNDROME PELO FATO DE EXISTIR UM CONJUNTO DE SINTOMAS.

Por Maria Cristina Tamborim

A Fibromialgia é definida não como uma doença, mas uma síndrome pelo fato de existir um conjunto de sintomas. Não é um processo inflamatório, a dor é percebida como sensação de peso em alguma parte do corpo, sensação de ardor ou queimação. Outras sensações também podem surgir como formigamento, irritabilidade,síndrome do cólon irritável, fadiga,  enxaquecas e distúrbios do sono. Além de distúrbios emocionais e psicológicos. Os médicos não sabem ao certo qual a causa verdadeira da fibromialgia, tempos atrás ela era diagnosticada como depressão. No entanto, esse conceito vem mudando, além de estar relacionada ao sistema nervoso central de pessoas geneticamente predispostas, e também a mecanismos que modulam a dor, a neurotransmissores químicos no sistema nervoso, nos músculos ou sedentarismo e fatores hormonais. Suas causas vêm da mente, de traumas vivenciados pela pessoa seja nesta vida ou em outras múltiplas existências, é importante que alcancemos a causa, tratarmos o doente e não somente à doença com seus sintomas e sinais. Uma pessoa sob  intenso stress, pressão psicológica, autocondicionamentos, poderá aflorar arquétipos patológicos que antes estavam guardadas no seu DNA.

Tudo inicia na mente, somos invadidos por um  excesso de pensamentos e o quer que surja são apenas pensamentos. Podemos  chamar de Eus interiores e de complexos de identidade, que nos impedem de estar conscientes no momento presente. Alimentamos e sustentamos esses pensamentos criando uma realidade dolorosa para nós. Eles não passam apenas de ilusões, repressões, medos, traumas e ansiedades formados no passado não resolvidos ou até mesmo como vibrações ou crenças transmitidas por nossos antepassados, pais e avós por que estamos em ressonância com os mesmos comportamentos. Não precisamos mais reproduzir e sustentar essas lembranças em nossa memória/mente e células.

É de grande importância que a pessoa faça um tratamento terapêutico integrativo ajudando-a a descobrir as partes nebulosas e emaranhadas de sua mente.

Contudo, é preciso que coloquemos toda nossa energia para  reconhecer os eus interiores, que se manifestam em nossa mente e olhar profundamente para dentro de nós, de modo que possamos ver as raízes desses labirintos.  Podemos citar muito eus interiores, complexos de identidade alimentados e sustentados por nós mesmos em nosso dia-a-dia e em cada existência como: vaidade, ganancia, vaidade, ódio, apego, preconceitos, magoas, ignorância, desconfiança, medos, inflexibilidade, comodismo etc.

Podemos encontrar a causa da fibromialgia em relatos traumáticos vivenciados pela pessoa em vidas passadas através da técnica chamada regressão de memória.  Por isso é preciso detectar os pensamentos em desequilíbrio e conflitantes da pessoa, pois estes passam a assumir o controle de  sua vida,  como efeito surgem então  sentimentos de tristeza e angustia que a coloca para baixo.

    Muitas vezes pensamos que nossos pensamentos merecem o privilégio especial de serem chamados de “emoção”.

  Alcançar a saúde e a felicidade interna vai depender da nossa capacidade de  transformar e de nos libertar dessas correntes mentais. 

Tratamento: A fibromialgia  prioriza primeiramente uma melhora do estado emocional através de uma Psicoterapia, Terapia com remédios vibracionais florais e oligo-minerais e técnicas de relaxamento e regressão de memória caso necessário.

O uso de vitamina D (sol e suplemento), a prática de exercícios físicos e também a acupuntura, o pilates, a massoterapia ajudam muito a pessoa com Fibromialgia. Fuja de situações que aumente o nível de estresse.

Dica/receita caseira:

INGREDIENTES

1 copo de suco puro de laranja  2 folhas de couve

MODO DE PREPARO Bater todos os ingredientes no liquidificador e tomar a seguir, sem coar. Recomenda-se tomar este suco duas vezes ao dia, uma em jejum e outra ao final da tarde. Este remédio caseiro deve ser tomado diariamente e, em aproximadamente 1 mês, a pessoa se sentirá melhor.

Outras sugestões: Criar o hábito de escutar sons curativos como: sons de flautas de bambu, pedras e mantras que significa Man(mente) e Tra(controle),  pois a  pratica da meditação também poderá  trazer  mais contentamento, suavidade, alegria no dia-a-dia da pessoa  e trazer  aqueles momentos de equilíbrio e paz interior que tanto desejamos.

Pesquisado por: Maria Cristina Tamborin e Ricardo Faerman

(Psicoterapeuta Biointegrativo)

Namastê!

Os produtos recomendados não substituem o uso de medicação convencional. Consulte seu médico regularmente!

About Ricardo Faerman

Psicoterapeuta Biointegrativo